Lista do Livre Pelo Círculo Eleitoral de BRAGA

Lista do LIVRE por Braga

Teresa Salomé Mota

Cabeça de Lista

Chamo-me Teresa Salomé Mota, fui professora de Geologia/Biologia e investigadora em História da Ciência, área em que me doutorei. Atualmente sou responsável por uma empresa de serviços geológicos dedicada, em especial, à gestão e conservação do património geológico.

Nasci em Tomar, estudei, trabalhei e vivi em Coimbra, Braga e Lisboa, actualmente habito e trabalho em Braga. Ter vivido vários anos em cada uma destas cidades permitiu-me conhecer a realidade e as idiossincrasias locais, circunstância que reforçou a consciência que tinha vindo a construir relativamente à importância cívica de actuar em prol da comunidade.

Apesar de já ter colaborado em alguns movimentos de causas sociais progressistas, como a defesa da interrupção voluntária da gravidez, o apoio dado ao movimento LGBT e a participação no DiEM, só agora decidi envolver-me no que posso, talvez, designar por ‘política activa’, até porque foi apenas no LIVRE que encontrei os valores com os quais verdadeiramente me identifico e pelos quais estou disposta a lutar enquanto cidadã de esquerda.

Nas Eleições Legislativas de 6 de outubro de 2019, sou a cabeça de lista do LIVRE por Braga.

Redes Sociais: http://m/Teresa-Mota-LIVRE-109594643734367/


José Joaquim Araújo

Nasci em 1959, no lugar do Outeiro, freguesia de Vermoim, concelho de Vila Nova Famalicão, Braga. Filho de operários têxteis que, “a monte”, tiveram de emigrar para França, no ano de 1969, para alimentarem e educarem cinco filhos. Em França descobri que, até aí, não tinha vivido num paraíso como me contavam, mas num país fascista , colonialista e beato. Esta tomada de consciência determinou o meu posicionamento político à esquerda, anti-colonialista, anti-racista, anti-xenófobo, ateu e libertário.
De regresso a Portugal, frequentei a Universidade do Minho e licenciei-me em Ensino de Português e Francês. Lecionei em escolas de Vila Nova de Famalicão, Braga, Borba, Lisboa e, finalmente, no AE de Carnaxide, onde vivo, desde 1998 e onde sou presidente da Mesa da Assembleia da Sociedade Filarmónica Fraternidade de Carnaxide. Pertenço também à Direção Regional de Lisboa do SPGL , sou membro e integro a Mesa da Assembleia do LIVRE, por quem fui candidato à Assembleia de Freguesia de Carnaxide nas eleições autárquicas de 2017.

Redes Sociais: https://www.facebook.com/malazartes


João Carlos Macedo


Rosa Pereira do Vale

Olá, o meu nome é Rosa Vale, tenho 32 anos. Sou licenciada em Fiscalidade, e actualmente trabalho no comércio.Sou europeísta, defensora da igualdade de géneros.Cada cidadão deve ter uma participação activa na sociedade, para dessa forma a tornar melhor. Por isso candidato-me pelo Livre, por acreditar que é possível ter uma sociedade mais igualitária, justa e ecológica.


Jorge Miguel Pires

Chamo-me Jorge Pires, tenho 35 anos, Licenciado na área de Economia pela Universidade Nova de Lisboa (Nova Business School).  Operador Especializado na área da distribuição e director da Modalidade de Cicloturismo do Grupo Desportivo Águias de Camarate.
Nasci, estudei e trabalho em Lisboa. Fiz a formação académica como trabalhador-estudante, reconhecendo os desafios de quem divide o seu tempo entre os estudos e o trabalho. Braga é segunda cidade, em breve a primeira, com que partilho o meu tempo com Lisboa. Braga é uma cidade que conheço por o facto de ser a cidade da minha mãe, e onde está grande parte da minha família.  O activismo e as causas sempre foram  áreas onde me apliquei e aplico. Durante o período estudante do secundário fui representante dos alunos contra o encerramento do Ensino Nocturno, promovido pelo governo do PS. Assumi por algumas vezes a representação dos alunos em órgãos de decisão académicos, principalmente no Concelho Geral. Militante do BE durante 13 anos, candidato á assembleia de freguesia e municipal foi um dos últimos actos politicos. Em 2014 sai por diferenças a nível programático. Mais tarde tornei-me apoiante do LIVRE, apesar da minha ausência.
 Colaborei com diversos movimentos, e ainda hoje faço, quando o tempo livre me dá essa oportunidade. As minhas causas são o trabalho, habitação, mobilidade, ambiente e economia.

Redes Social: Facebook https://m.facebook.com/jorgepires83/ 


Daniela Filipa Lopes


Nuno Nunes de Oliveira


Fátima de Fátima Lopes


Augusto Manuel Ramoa

Olá, sou o Augusto Ramoa Rodrigues, nasci em 1976 na freguesia de Gualtar, concelho de Braga, onde atualmente resido. Após conclusão do Ensino Secundário em Braga, fui para o Porto onde me formei em Análises Clínicas e Saúde Pública, tendo feito parte da Associação de Estudantes da atual Escola Superior de Saúde do Porto, e onde residi 6 anos. Iniciei a minha vida profissional com um contrato precário no Hospital Pedro Hispano em Matosinhos, seguindo-se várias instituições, Hospital de São Sebastião, em Sta. Maria da Feira, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge no Porto, no “nosso” Hospital de São Marcos e no Instituto Português do Sangue e da Transplantação, onde ainda trabalho. Em 2012, concluí na Universidade do Minho o Mestrado em Bioinformática e presentemente sou doutorando na Universidade de Vigo – Escola Superior de Engenharia Informática. Sou Apoiante do LIVRE desde 2014, tendo participado na formação do Núcleo de Braga, pois identifico-me nos princípios defendidos por este partido.


Jessica Martinez Lima

Feminista, socialista, activista LGBTIQ+, integro a Associação Ljubljana Pride na Eslovénia, fazendo também parte de vários colectivos queer feministas locais. Sou mestre em ciência política e desde há dois anos trabalho para a organização WeMove Europe. No tempo livre formo-me como youth worker no âmbito da Educação Não-Formal. As minhas áreas de interesse são a igualdade de género, luta anti-racista e feminismo interseccional.


Alexandre Ildefonso da Silva

Olá, sou o Alexandre Da Silva. Tenho 42 anos e estou atualmente a residir a trabalhar em Lisboa mas sempre com forte ligação ao Minho visto a minha segunda casa ser no Campo do Gerês (Terras de Bouro, Braga), aldeia onde o meu pai, avô, etc. nasceram.

Fiz a licenciatura em Ciência Política com especialização em Relações Internacionais mas quis o destino que fosse trabalhar para a informática numa multinacional.

Defendo que todos os cidadãos devem cultivar uma participação política e nessa linha tornei-me membro do Livre que é o partido com o que mais me identifico.

Ao nível local a Educação é o tema que mais me preocupa e o qual eu acredito ser a solução para muitos dos problemas que vemos nas nossas comunidades. A nível internacional, o meu foco está no estado e funcionamento da União Europeia que eu acredito ser o único modelo existente no momento capaz de proteger e difundir no mundo os valores fundamentais herdados da revolução Francesa (Liberdade-Igualdade-Fraternidade).

Redes Sociais: https://twitter.com/Juno78


Cátia Alexandra Pires


Hélder Filipe Azevedo

Natural de São Martinho do Vale, concelho de Vila Nova de Famalicão, nasci a 18 de agosto de 1980. Sou solteiro e o mais novo de dez irmãos. Licenciado em Filosofia e licenciando em Direito pela Universidade do Minho, sou pós-graduado em Ética e Filosofia Política pela Universidade Católica Portuguesa e em Direitos Humanos pela Universidade do Minho. Estudei línguas na U.M. (Chinês, Francês e Alemão) e na Universidade do Porto (Grego antigo e Latim). Fui membro do Conselho Pedagógico do Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho e pertenci ao grupo fundador do Núcleo de Estudantes de Filosofia da mesma universidade, onde fui também o primeiro secretário da Assembleia Geral. Escrevo ocasionalmente para o jornal digital famalicense Vila Nova. Membro fundador do Livre, actualmente cumpro um mandato na Assembleia Geral. Finalmente, sou Assistente Administrativo numa empresa privada há cerca de 20 anos.

Redes Sociais: Twitter https://twitter.com/HlderFilipedeA1 Facebook https://www.facebook.com/helderfilipe.azevedo Blog https://acasadospensadores.com/


Alexandra Nagenrauft da Silva


Bruno Machado


Helena Barata Rodrigues


Ricardo Melo Faria

O meu nome é Ricardo Melo Faria, tenho 28 anos, nasci e cresci em Barcelos. Estudei Matemática nas universidades do Porto e de Lisboa, nas quais completei, respectivamente, a licenciatura e o mestrado. Actualmente continuo a residir em Lisboa e a trabalhar na área tecnológica de desenvolvimento de sistemas de informação, mantendo ainda naturalmente uma ligação forte à minha terra natal.

Tornei-me membro do LIVRE em 2018 depois de rever que era o LIVRE o único partido português cujos princípios traduziam os valores e das ideias fundamentais em que acredito para um Portugal mais desenvolvido, com mais oportunidades e mais feliz.

Das ideias que defendo e acredito serem fundamentais numa sociedade desenvolvida, destacaria: a promoção da igualdade de oportunidades de forma completa e transversal para todos os cidadãos, nomeadamente através de um sistema de ensino que sirva no médio e longo prazo de elevador social, bem como de pilar de uma sociedade cívica mais resiliente; a construção de uma sociedade aberta que potencie a maximização das liberdades individuais de uma forma justa e em compatibilização estreita com um sentido de bem-comum; a transição para uma economia do conhecimento e uma economia verde capaz de distribuir melhor mais riqueza a partir de menos recursos extraídos do meio, nomeadamente a nível da exploração de recursos naturais e do investimento em sistemas de transportes modernos mais eco-sustentáveis; o enquadramento actual de Portugal na Europa acompanhado de uma intensificação dos debates de carácter europeu no espaço público português, tanto no sentido de como as políticas comunitárias afectam Portugal, como no sentido de como Portugal deve promover políticas de âmbito comunitário


Mafalda dos Santos Resende

Sou licenciada em Microbiologia e genética pela Universidade de Lisboa e desde 2003 vivo na Dinamarca onde fiz o doutoramento em biologia molecular da malária. Atualmente trabalho numa empresa farmacêutica. Juntei-me ao Livre por ser o partido com o qual mais me identifico, que apresenta propostas realmente inovadoras e com real potencial de melhorar o nosso país. Interesso-me especialmente pelos temas da educação por ter experienciado o sistema de educação que há na Dinamarca, em que se valoriza e ensina a participação democrática dos jovens desde cedo e dos pais para melhorar e participar no bom funcionamento das escolas. Tenho aqui experienciado um continuo melhoramento das estratégias de ensino nas escolas apoiadas em resultados de investigações cientificas. Outro tema que me interesso é o dos migrantes /refugiados que acho crucial na Europa e no mundo globalizado em que vivemos, ao contrário do tema do ensino, tenho visto na Dinamarca um continuo agravar das medidas em relação aos migrantes e acredito que estes grupos podem ser bem integrados tornando-se um recurso fundamental na Europa que encaminha para o envelhecimento.”


Carlos Manuel Pereira


Ernestina Maria Vieira


João Lourenço Monteiro

Bio: Licenciado em Biologia e mestre em Biologia do Desenvolvimento, encontro-me a fazer o doutoramento em História e Filosofia da Ciência. Durante vários anos trabalhei como Comunicador de Ciência, área à qual ainda continuo ligado através da COMCEPT, uma associação da qual sou vice-presidente. Sou membro fundador do LIVRE e o atual presidente do Conselho de Jurisdição do partido.
Sou de Lisboa, mas por motivos profissionais já trabalhei no Algarve, Coimbra e Porto. Concorro como suplente por Braga, uma cidade que conheço muito bem, com o objectivo de ajudar à eleição dos membros desta lista, pois estou certo que irão representar muito bem a cidade quando estiverem na Assembleia da República. O facto de a Teresa Salomé ser a cabeça-de-lista por Braga actuou como um apelo interno, um chamamento, para me mobilizar em torno desta candidatura. Conheço a Teresa há anos e reconheço nela a inteligência, a competência técnica, a capacidade de liderança e o espírito de equipa que garantirão um bom resultado nas eleições. Integrar esta lista é simultaneamente um dever moral e uma honra.
Fervoroso Republicano, empenho-me na defesa da ciência e nas causas sociais do feminismo e do movimento LGBT de modo a contribuir para uma sociedade mais justa, tolerante e igualitária. Politicamente procuro contribuir para uma realidade em que os cidadãos tenham acesso aos melhores cuidados de saúde com base científica, que vivam em condições ambientalmente sustentáveis, num país em que haja uma correcta gestão de recursos naturais, que se procure investir em fontes de produção de energia naturais com recurso às novas tecnologias, em que a conservação da bio e geodiversidade seja uma prioridade, em que o investimento em ciência funcione como motor de desenvolvimento para o país, em que as artes, as ciências sociais e as humanidades sejam saberes valorizados com potencial para a criação de valor social, e contribuir para a criação de um sentimento de Fraternidade entre povos numa altura em que os valores democráticos estão sob ataque e em que o populismo, a tirania e as ditaduras parecem conquistar espaço. Quero contribuir para o avanço do país apoiando-me no conhecimento e nos valores humanistas. Vamos a isso!


Manuel de Lima Oliveira